11 de dezembro de 2017

Parque das Luzes, Parque da República e Parque dos Pés Descalços

Parque dos Pés Descalços, Medellín • COL

Esses três parques estão situados tão próximos uns dos outros que, ao visitar um, você precisa completar o circuito e conhecer os outros também. São áreas de lazer muito legais localizadas no centro de Medellín, o que chama atenção automaticamente, porque, no meio do caos, dos prédios altos e dos carros passando nas avenidas, o verde toma conta e promove momentos de relaxamento para quem quer que passe pelos arredores.

Quem está na cidade de passagem pode não notar e enxergar esses espaços apenas como mais alguns pontos turísticos, mas eles são verdadeiros tesouros para quem vive por ali, seja para dar uma pausa após um longo dia de trabalho, para fazer um passeio com a família, com os amigos ou até mesmo sozinho.

O parque de los pies descalzos é o maior exemplo disso, porque ele trás uma proposta super legal, que é a de você tirar seus sapatos e curtir a natureza que ele te oferece. Há ambientes com areia, pedrinhas, água, entre outras texturas e superfícies que você pode sentir com os pés e se conectar com a energia do planeta. 

Parque dos Pés Descalços, Medellín • COL Parque dos Pés Descalços, Medellín • COL

Quando eu fui até lá pela primeira vez, não tinha muita noção do que esperar. Desci na estação alpujarra, o que me fez passar pela plaza mayor e pelo teatro metropolitano, e andei por um caminho relativamente longo para chegar até o parque, que nem parecia tão grande assim. 

Só depois que um guarda municipal muito simpático e solícito nos indicou que o parque não terminava ali, provavelmente percebendo o quão perdidas eu e Manu parecíamos, foi que nós encontramos uma espécie de continuação, passando por uma caminho de árvores muito bonitinho.

Parque dos Pés Descalços, Medellín • COL
Nessa segunda parte do parque, além de ter mais áreas de lazer, bosques e banquinhos, há também uma espécie de galeria com lanches rápidos e restaurantes.

O espaço é todo voltado para que você relaxe e se sinta à vontade. Até encontrei alguns carrinhos cheios de livros, que ficam disponíveis para quem quiser pegar. Você também pode deixar algum para enriquecer o acervo. Vi várias pessoas lendo, praticando exercícios e crianças brincando, especialmente nos ambientes com água.

Parque dos Pés Descalços, Medellín • COL Parque dos Pés Descalços, Medellín • COL

Ah! Outra coisa que eu amei é que, espalhadas pelo parque, existem algumas pedras com frases de incentivo. Não cheguei a fotografar nenhuma, mas não só nelas se pode encontrar esse tipo de frase. Há dizeres muito amorzinhos em plaquinhas de madeira também e nos carrinhos de livros.

E se você quer ficar longe do tumulto e de onde a maioria das pessoas fica, o parque ainda conta com alguns banquinhos mais afastados, em ambientes muito tranquilos, além de seguros, porque em Medellín as áreas públicas são protegidas. Pelo menos quando eu as visitei, foi o que eu notei.

Parque dos Pés Descalços, Medellín • COL Parque dos Pés Descalços, Medellín • COL

Lá nos arredores, nos avistamos também o museo del agua. Como estávamos com tempo de sobra, porque fomos num fim de semana, eu e Manu nos aventuremos nesse tal museu, mas ele não é uma programação que eu recomendaria, porque o tour é um pouco demorado e você precisa esperar todo o circuito guiado terminar para sair.

Além disso, as informações contidas lá dentro são basicamente referentes às aulas de ciências que tivemos no colégio, com poucas coisas referentes à Medellín em si, o que acabou sendo desinteressante pra gente. Foi a única coisa paga do nosso passeio e nem valeu a pena, então, apesar de nos ter custado pouquinho, cerca de 5.000 COP, ficamos com a ideia de que poderíamos ter aproveitado melhor os outros espaços, que são gratuitos.

Museu da água, Medellín • COL
+ Moeda colombiana, custo de vida e casas de câmbio em Medellín

Saindo das mediações do parque dos pés descalços, caminhamos até a plaza de los cisneros, também conhecida como parque de las luces, pelos vários postes dispostos no local - altíssimos e bem chamativos.

No caminho, nos deparamos com o parque de la república, que dispõe de alguns monumentos interessantes, mas ele se torna algo apenas para se olhar de passagem, sem realmente apresentar um ambiente de lazer.

Parque dos Pés Descalços, Medellín • COL Parque das Luzes, Medellín • COL

O parque das luzes, por sua vez, além de lindinho, pelos postes que lhe dão nome, conta com uma biblioteca muito completa, que disponibiliza espaços de estudo, acesso à internet e uma vista bonita para o parque, além de exposições de arte.

Para entrar, eu precisei fazer um cadastro bem burocrático, que pediu que eu mostrasse meus documentos, que eu tirasse uma foto e que passasse por um detector de metais, mas isso tudo só reforça o que eu disse sobre a segurança. Ela é do grupo EPM, das Empresas Públicas de Medellín.

Biblioteca EPM, Medellín • COL Biblioteca EPM, Medellín • COL

À noite, as redondezas vão ficando um pouquinho mais esquisitas sim, como em qualquer outro lugar, então a dica é aproveitar o fim da tarde para ver as luzes acesas.

Só quando chegamos ao fim do nosso circuito é que eu percebi o quão pertinho era o parque das luzes da estação san antonio. Tipo, muito mesmo. Então quando voltei em um outro momento, com outros amigos, descemos por lá e parece que deu tempo de explorar mais coisas antes do anoitecer.

Em frente a ele, ainda tem um shopping enorme constituído de, basicamente, uma praça de alimentação - útil em todas as vezes que eu passei por lá.

Parque de los pies descalzos, Medellín • COL

Essa é uma programação bem tranquila e good vibes para fazer em Medellín, desacelerar um pouquinho e só passar um tempo bom, aproveitando a natureza, sua própria companhia ou a de outras pessoas. ♡ É um dos motivos pelos quais eu elogio tanto a organização da cidade e seu incentivo às áreas de convivência.


leia também
+ O centro de Medellín e as obras de Botero
+ Café Zeppellin e Pergamino Café: duas fugas no meio do caos
+ Do Poblado a Bello: onde eu vivi em Medellín
+ Medellín: a cidade da eterna primavera
+ Como funciona o intercâmbio social da AIESEC

nos acompanhe pelo face • insta  youtube 


Escrito por: Lisete Reis


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nos conta sua opinião. ♡ Assim que podemos, publicamos e respondemos todos os comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

https://twitter.com/maccieirahttps://www.instagram.com/jennifermacieira/https://www.flickr.com/photos/113227884@N07/



https://www.instagram.com/lisete_reis/https://www.flickr.com/photos/153046504@N02/

Facebook

Instagram

Youtube

Newsletter

Publicidade

Booking.com