18 de fevereiro de 2016

Descobertas pré-Oscar 2016

Oi, gente!

Antes de qualquer coisa, queria dizer que esse post é tanto para quem curte quanto para quem não dá a mínima pra esse tipo de premiação, porque a proposta principal será conhecer alguns filmes de qualidade.
Eu costumo assistir alguns indicados justamente por isso e, eventualmente, acabo descobrindo um ou outro maravilhoso que jamais teria descoberto de outra forma. Então, apesar de eu, claramente, não ser nenhuma conhecedora profunda do cinema (quase dormi vendo Birdman hahaha), achei que seria legal trocarmos experiências por aqui!

Fiquem tranquilos: #nospoilers :p
O Quarto de Jack trailer
 

Uma surpresa muito bem-vinda entre tantas produções e títulos influentes foi O Quarto de Jack. Ele é uma adaptação do livro da Emma Donoghue e tem minha torcida mais do que qualquer outro filme indicado.
Apresentando uma relação emocionante entre mãe e filho em uma situação totalmente adversa, o filme gera muita angústia e indignação, mas também inspira esperança de que o afeto consegue superar todos os níveis de podridão humana (ou assim eu espero). </3
A protagonista, Joy, foi sequestrada, estuprada e mantida em cativeiro por mais de sete anos num quarto onde seu filho, Jack, nasceu e foi criado. Em condições tão repugnantes, é de se imaginar muita aflição entre os dois, mas, graças à relação que mantém com sua mãe, Jack parece incrivelmente feliz e sua inocência nos cativa o tempo inteiro.
 
Ela suporta a situação toda por ele e quando pensa num plano de fuga, Jack precisa ser corajoso e confiar nela completamente, porque, por toda sua vida, o quarto era o mundo. Exceto pelo o que vê na TV e pensa ser irreal, ele nunca teve contato nenhum com o que existe fora dali e eu me vi completamente envolvida pela história deles, torcendo para que conseguissem sair e para que o garotinho se adaptasse e conhecesse o mundo de verdade.
Todo o filme gira em torno de uma expectativa imensa e o Jacob Tremblay como Jack... nossa, como queria ele concorrendo ~ e ganhando ~ o Oscar! A melhor atuação que já vi de uma criança . Seríssimo, não deixem de assistir.


-You're gonna love it.
-What?
-The World.








O Menino e o Mundo trailer

  

O Menino e o Mundo representa exatamente o que falei no início do post sobre como essas premiações nos permitirem conhecer algumas histórias incríveis, mas desconhecidas, às vezes. Prova disso é que esse filme BRASILEIRO teve quase divulgação nenhuma na época em que foi lançado, mas, quando foi indicado à melhor animação, finalmente começou a repercutir.
Ele é surpreendente, cheio de cores e sensibilidade. Não sei se é válido dizer, porque não vejo filmes conceituais com frequência, mas a verdade é que nunca tinha visto uma crítica social tão artística na vida. </3 É triste e bonito, não sei nem explicar direito. E que legal uma premiação tão grandiosa ter enxergado isso, ganhando ou não.
Alguns podem não achá-lo tão dinâmico: verdade. Do tipo que vai prender completamente a atenção de todos os públicos, especialmente o infantil, mas as animações não são feitas exclusivamente para crianças e o entendimento disso é muito importante aqui. Ele é muito colorido em grande parte do tempo, com traços que representam o olhar de uma criança, mas a realidade em que o garotinho está inserido, sem dúvidas, é a nossa, e o diretor denuncia todas as mazelas que cabem a ela.
 
O fato de ser um filme sem diálogos (na verdade, com alguns poucos em idioma incompreensível – o português ao contrário) deixa uma imensa responsabilidade para a trilha sonora e ela não deixa a desejar, pelo contrário, chama atenção justamente por ser rica. Amei mesmo! A única ~ cantada ~ passa nos créditos e fecha o filme de forma ideal, sintetizando o que vimos. Vocês podem escutar ela bem aqui:

E se acharem suas sensibilidades, vejam esse filme, por favor. ♥



Spotlight: segredos revelados trailer


Como todo filme baseado em fatos reais, Spotlight causa um impacto muito grande. Assistir algo sabendo que aquilo não é ficção te deixa milhões de vezes mais impressionada e, nesse caso, indignada também, com tudo que está vendo.
A pauta polêmica aborda as investigações acerca de padres pedófilos nos Estados Unidos e o fato de a mídia, a Igreja, o sistema judiciário e a própria população terem os encoberto por tanto tempo. Vários casos foram expostos por um jornal persistente e o pequeno número já gritante de 13 padres foi crescendo para 90, depois para centenas e milhares até o final do filme, com dados verídicos de vários outros locais.
Espero que entendam que, independente da religião, vale a pena assistir ao filme, porque o que está sendo questionado e criticado por ele são as coisas do homem.
Meu coração ficou apertadinho na cena em que o Mark Ruffallo olha para as crianças na igreja e reflete sobre tudo que descobriu: muito triste, apenas.


 


 "You see, knowledge is one thing, but faith… faith is another."


O Regresso trailer

  

Inevitável falar do Leonardo DiCaprio. Será que agora vaaai?

Eu tive que ver esse filme para o caso de a estatueta ir parar nas mãos dele depois desses anos sofridos e aposto que muita gente ficou curioso por causa disso também, há muita expectativa. Mas a verdade é que a história do filme já deveria ser incentivo suficiente, quase nem pisquei durante as duas horas e meia de tão envolvente.

Minha dica de ouro aqui é: não se preocupem com os aperitivos para matar o tempo enquanto assistem. Eu estava com aquela pipoquinha básica e tal, mas cadê a fome no meio daquela matança tensão e expectativa?

Elas estão lá do começo ao fim, até quando você se acalma um pouco, e com o meu conhecimento cinematográfico mínimo, o achei muito bem produzido, com um cenário lindíssimo e rico em detalhes. Todas as cenas parecem muito reais (até demais em alguns casos).
   
*pausa para o embrulho no estômago passar*
(sério, eu poupei vocês da imagens críticas)
Só a pauta que não achei aquela coisa, sabem? Uma história, basicamente, de como a vingança pode mover o homem. Mas ele é baseado em uma história real, não vou realmente questionar isso e acontecem coisas horríveis com o protagonista. Além disso, sem dúvida, as características positivas fazem valer o tempo.
   

 Ele foi todinho filmado apenas com luz natural, imaginem isso!


~ outros filmes ~

  
“There’s a starmaaaaaan waiting in the sky.”  Bowie ♥

Perdido em Marte eu assisti há um tempão, então ele não entra exatamente nas descobertas que fiz por causa do Oscar, mas eu gostei muito e vivo recomendando!

Ele era pra ser totalmente monótono pela proposta, que é a de um homem ser deixado para trás em Marte ~ e sobreviver ~, mas não é que o filme surpreendeu? Envolvente na medida certa, me conquistou, e isso é importante quando a pessoa não gosta de ficção científica, hein?

   
Também assisti Joy: o nome do sucesso, mas não o considerei uma descoberta tão positiva, por isso vou comentá-lo brevemente.
Ainda que eu tenha me identificado com a protagonista (que só quebra a cara o tempo todo, hahaha, sério, coitada), a história não prendeu a minha atenção. A interpretação da Jennifer Lawrence se destacou bastante e, provavelmente, salvou o filme, mas foi só isso mesmo. O Bradley Cooper e o Robert Deniro foram extremamente secundários aqui, diferentemente de quando atuaram com ela em O Lado Bom da Vida.
 
Na categoria de animações, o filme mais cotado é Divertida Mente e eu fiquei louca com sua lição bonitinha e diferente!
Assim como Perdido em Marte, o assisti há muito tempo (e aposto que o resto do mundo também), mas não custa recomendar. ♥ Tristeza: melhor personagem.
Apesar disso, foco em O Menino e o Mundo! #gobrazil
A premiação acontece no dia 28 desse mês e eu ainda quero assistir mais alguns, como A Garota Dinamarquesa (talvez pela atuação do Eddie Redmayne), Steve Jobs e Carol, então provavelmente farei um update no post.
Não necessariamente antes do resultado, mas confesso que prefiro, porque estamos mais livres de julgamentos e torcer por aquele filme preferido é amorzinho. Se vocês descobriram algum legal que não mencionei, me indiquem nos comentários, por favor. ♥ Vou adorar saber.
O que acharam sobre os que eu citei também. :)
Beijos,
Lis


Escrito por: Lisete Reis
Arquivado em


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nos conta sua opinião. ♡ Assim que podemos, publicamos e respondemos todos os comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

https://twitter.com/maccieirahttps://www.instagram.com/jennifermacieira/https://www.flickr.com/photos/113227884@N07/



https://www.instagram.com/lisete_reis/https://www.flickr.com/photos/153046504@N02/

Facebook

Instagram

Youtube

Parceria

Newsletter

Publicidade

Booking.com