15 de janeiro de 2016

Amor Até Debaixo D'água | Resenha

  Amor Até Debaixo D'água - Torre DeRoche

Não é engraçado que a maioria dos livros de ficção se baseia em clichês da vida cotidiana e justo uma autobiografia foge desse padrão? A história da Torre e do Ivan é tão incrível que nem parece real, mas isso faz dele um dos livros mais inspiradores que já li em relação ao espírito aventureiro que tanto busco cultivar.

  Amor Até Debaixo D'água - Torre DeRoche

Como ele não é muito conhecido por algum motivo injusto que desconheço, faço questão de ser detalhista para que vocês se apaixonem tanto quanto eu.

Torre, nossa autora e protagonista, é australiana, mas se arriscou a ir a para San Francisco, nos Estados Unidos, por algum tempo e trabalhar como designer gráfica. Antes de se despedir da América e voltar para sua família na Austrália, eis que Torre conhece Ivan e sua decisão de não se prender a nada e a ninguém naquele continente vão por água abaixo.

  Amor Até Debaixo D'água - Torre DeRoche

Num primeiro momento, fiel a sua postura descompromissada e depois de algumas bebidas a mais, Torre nada mais pensa que numa noite com o argentino charmoso que encontrou no bar, mas quando acorda no apartamento dele e Ivan a deixa em casa, se separando com a promessa de que ligaria, ela se enche de expectativas para um reencontro, o que não acontece tão cedo.

Assim, por algumas linhas, ou páginas talvez, chegamos a pensar mal dele, mas acreditem em mim: a maneira como ele reaparece na vida de Torre e faz de tudo para ficar é muito linda. Como disse anteriormente, senti até dificuldade em acreditar que tanta fofura acumulada num livro só pudesse dizer respeito a uma história verdadeira. 

Amor Até Debaixo D'água - Torre DeRoche

Além disso, é muito curioso que, compartilhando alguns ideais parecidos, como o de viver novas experiências, entre tantas pessoas no mundo, os dois se conheceram ambos fora de seu país de origem e, ainda por cima, pouco antes de partirem. Não é assustador como o timing das coisas parece se ajustar em momentos específicos? Acho que algumas coisas simplesmente tem que acontecer.

  Amor Até Debaixo D'água - Torre DeRoche

Romance à parte, o ponto chave do livro está na paixão de Ivan pelo mar. Ele, ao contrário de Torre, que detesta a ideia de velejar e todos os seres que habitam as águas profundas, só consegue visualizar sua felicidade longe de todos os problemas de cidade grande, velejando com seu barco a vela Amazing Grace

Inclusive, já tem uma viagem programada para cruzar todo o Pacífico Sul durante o próximo ano, o que faz Torre achar que não há possibilidade nenhuma de os dois darem certo, mas os momentos que se sucedem entre eles não poderiam levá-los a outra coisa que não uma viagem juntos, tendo como destino final a Austrália.

  Amor Até Debaixo D'água - Torre DeRoche

"-Mas... e se algo acontecer e nós... morrermos?

Ele me olha firme nos olhos e diz, sem hesitar:

-Algumas pessoas morrem de velhice sem nunca ter vivido seus sonhos. Algumas pessoas morrem sem nunca ter amado. Isso é trágico. Nós dois vamos morrer um dia, isso é garantido. Se acontecer alguma coisa enquanto estivermos no mar, vamos morrer como duas pessoas apaixonadas numa aventura extraordinária. É um bom jeito de morrer.

Diante disso me calo, concordo e me rendo."

  Amor Até Debaixo D'água - Torre DeRoche

Tentando superar todos os seus medos e angústias em relação ao mar, não apenas para seguir Ivan nessa aventura, mas para provar a si mesma e a sua família que ela conseguiria, Torre passa meses procurando entender como funcionaria a embarcação, os equipamentos que utilizariam, o que fariam em casos de emergências, o que poderiam enfrentar em relação ao clima... todo um conjunto de fatores desconhecidos para ela até então. 

Isso, somado ao seu bom humor, sua coragem em aceitar a proposta e abandonar todos os seus confortos, sua cautela e os diálogos sensatos e divertidos que ela nos proporciona o tempo inteiro, a tornou uma das melhores protagonistas que já conheci. Sem falar que ler o livro sabendo que ela mesma o escreveu só me fez admirá-la ainda mais.

  Amor Até Debaixo D'água - Torre DeRoche

É muito legal ir aprendendo junto dela sobre esse modo de se aventurar tão pouco divulgado, mas bastante eficaz no que diz respeito a conhecer diversos lugares lindos e esquecidos. Quando eles finalmente partem, o deslumbramento deles se tornaram o meu deslumbramento, especialmente quando eles param em lugares que eu tenho uma enorme vontade de conhecer, como o Cabo de San Lucas, no México.

  Amor Até Debaixo D'água - Torre DeRoche

Os trajetos que os levavam até cada lugar que conheceram, porém, não eram tão fáceis assim. Me acostumei ao longo do livro em me compadecer com a Torre, que enjoava diversas vezes e teve que enfrentar muitos problemas no Amazing Grace, seja pela falta de luxo ou por situações técnicas mesmo. Mas, em alguns desses momentos, seus monólogos interiores foram os melhores! Dei boas risadas com o humor que ela usava para sair de inconvenientes.

  Amor Até Debaixo D'água - Torre DeRoche

"Estou presa a este caixão flutuante por mais cinco dias? Tenho vontade de berrar para que ele ouça: ISSO NÃO É “EXTRAORDINARIAMENTE INCRÍVEL”, IVAN! ESTE NÃO É UM “BOM JEITO DE MORRER!”, mas não tenho forças para berrar e, além do mais, não é culpa dele; eu escolhi isso.

O elevador mergulha de novo. Agarro a pia e a abraço tão intensamente que acho que vou fazer xixi nas calças. Mas não faço, e tenho ao menos isso para agradecer. Obrigada, ó poderes celestiais, por pouparem minhas roupas de baixo.

Outra puxada.

Retiro o que disse."

  Amor Até Debaixo D'água - Torre DeRoche

Não é só parar, conhecer uma ilha paradisíaca e partir. Eles têm toda uma experiência com os povos de cada local, alfândegas, outros marinheiros... É como um mundo novo a ser descoberto, longe de todos os problemas urbanos, o que eu achei muitíssimo interessante. Mas, confesso: não sei se conseguiria. O fato de que a própria Torre, apesar de todos os aspectos positivos da viagem, não se adaptou inteiramente ao estilo de vida que Ivan pretendia seguir para o resto da vida é um fator importante. 

Apesar de apaixonados e aventureiros, cada um à sua maneira, eles tem planos de vida diferentes, o que torna a presença da Torre nessa viagem pelo Pacífico imprescindível para o amadurecimento pessoal dos dois e o entendimento de que, nem mesmo os marinheiros mais experientes deveriam se preocupar em ancorar-se em um lugar, mas, quem sabe, em uma pessoa especial.

  Amor Até Debaixo D'água - Torre DeRoche

Me senti muito feliz em conhecer um casal tão irreal, tão cheio de defeitos, acertos, química e amor (por viagens e um pelo outro). Então, para encerrar, indico para todo mundo que tem um sentimento wanderlust dentro de si... essa vontade de conhecer o mundo, se apaixonar e ser feliz. Uma história inspiradora, independente de o leitor ser um amante das águas profundas ou não. 

Para quem ficou curioso, corre lá no site da Torre - www.fearfuladventurer.com - e confere as fotos dessa e outras viagens incríveis que eles fizeram. 


Amor Até Debaixo D'água - Torre DeRoche
ps. depois dessa resenha enooorme, ainda esqueci de comentar o quão lindo visualmente ele é! Um amor.


Escrito por: Lisete Reis


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nos conta sua opinião. ♡ Assim que podemos, publicamos e respondemos todos os comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

https://twitter.com/maccieirahttps://www.instagram.com/jennifermacieira/https://www.flickr.com/photos/113227884@N07/



https://www.instagram.com/lisete_reis/https://www.flickr.com/photos/153046504@N02/

Facebook

Instagram

Youtube

Parceria

Newsletter

Publicidade

Booking.com