27 de janeiro de 2016

Para onde vai o amor? | Resenha

Para Onde Vai o Amor?, Fabrício Carpinejar | Parque Aldeia do Imigrante, Nova Petrópolis - RS

Eu me apaixonei por esse livro assim que coloquei meus olhos nele. Acho que é a capa mais harmoniosa que eu já vi na vida, sem falar no título que abre inúmeras interpretações. Eu nunca tinha lido nada do Carpinejar, mas sempre tive vontade e me pareceu um bom momento para começar. Mesmo assim, tinha consciência que eu (ainda) tenho muitos, muitos livros mesmo para ler, e acabei desistindo de comprar.

Para onde vai o amor?

"Em que parada de Porto Alegre desembarca a comoção perdida? Qual a estação em que o amor acena e evapora? Que planeta, que dimensão, que oceano?"


Porém, eu estava com viagem marcada para o Rio Grande do Sul em alguns meses e não resisti quando o vi em uma livraria lá de Gramado. Eu já tinha rodado o lugar inteiro e estava saindo de mãos vazias, quando minha irmã apontou pra ele em um cantinho escondido da vitrine. Voltei e comprei na mesma hora. O Fabrício Carpinejar é um escritor gaúcho e esse mapinha em formato de coração da capa mostra várias cidades do RS por onde nós passamos, ou seja: achei que tudo estava indicando pra eu comprar esse livro. ♥

Para onde vai o amor?
                                               Meu exemplar + fotos da viagem ♥

Para onde vai o amor?  

Ele é todo composto por crônicas que falam sobre nada mais nada menos que o amor. Mas é o amor romântico mesmo, pura e simplesmente. É bem diferente do tipo de leitura que eu costumo fazer, mas isso em nenhum momento me fez desgostar do livro como um todo.

"Não confiamos no óbvio. Desprezamos o óbvio. Há uma tradição de refutar o simples, recusar as evidências, complicar a alegria.
Não enxergamos a facilidade da felicidade."

Para onde vai o amor? | Parque Aldeia do Imigrante, Nova Petrópolis - RS

Eu achei esse um livro de extremos. Daquele tipo que você quer tatuar na testa algumas das crônicas, enquanto não concorda nem com uma vírgula de outras. A teoria que eu montei durante a leitura para justificar isso é que o autor coloca muito de si nos textos e isso de maneira alguma é ruim, apenas comprova que os pensamentos de alguém são só seus e jamais uma outra pessoa irá concordar 100% com eles. Isso só me fez admirar ainda mais a escrita e a entrega do Carpinejar. As crônicas que eu amei, e não foram poucas, com certeza fazem todo o livro valer a pena. 

Não tenho o costume de fazer marcações em livros, mas foi impossível para mim não destacar algumas coisinhas enquanto lia. Tem muitas frases inteligentes e sempre dá uma vontade de reler as crônicas favoritas. Eu gosto especialmente dessa que fica na parte de trás do livro e fiquei a leitura inteira ansiosa pra chegar na crônica que ela faz parte. :)

Para Onde Vai o Amor? - Fabrício Carpinejar {Parque Aldeia do Imigrante, Nova Petrópolis - RS}"Você não entendeu que eu lhe amei bonito. E meu amor bonito não é meu, é seu. Não ficou comigo. O amor não é uma propriedade de quem sente, é uma transferência total para quem é amado. Assim como uma carta é de quem lê, não de quem mandou. Espero que você não tenha jogado fora."


Gente, esse não é um livro só para quem é romântico. Eu não sou e mesmo assim gostei muito. A palavra que eu usaria para melhor defini-lo seria "inteligente", então é claro que merece ser lido. É óbvio que tiveram aqueles textos que eu torci o nariz e não concordei (quando isso aconteceu, normalmente foi por achar a mulher um pouco estereotipada demais), mas a escrita é tão envolvente que seguir adiante com a leitura não é muito difícil.

As fotos desse post que são "do lado de fora" foram tiradas aproveitando uns minutinhos livres em um parque de Nova Petrópolis, no RS. É impossível não associar esse livro a esse lugar. ♥ Fiz um post sobre ele aqui.

Para onde vai o amor?
"Amo repetir histórias com ênfase diferente." ♥

Para onde vai o amor?

"Não se pode ser feliz sempre, eis o que absorvi em meus quarenta anos.
Duvide da felicidade constante, da felicidade ininterrupta. 
A felicidade dói. É um doce intervalo, para sair de uma tristeza e aguentar a próxima."




Escrito por: Jennifer Macieira


 

6 comentários:

  1. Gente! Fiquei doidinha pra ler, até adicionei na estante do skoob já!
    (meu SKOOB https://www.skoob.com.br/usuario/1603925)

    Yasmim,
    http://www.yasmimsramos.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yay! Fiquei muito feliz que te ajudei a encontrar o livro (inclusive já curti sua atualização no skoob! Hehehe) ♥
      Beijos!

      Excluir
  2. Adoro a escrita do Carpinejar, ele tem um olhar e uma forma de expressar muito incrível sobre sentimentos.
    Beijinhos,
    Alice
    www.wonderbooksdaalice.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alice! Esse foi meu primeiro dele e eu curti muito também, pretendo ler outros, com certeza. Aceito indicações :D
      Beijos!

      Excluir
  3. Ei, Jennifer! Quero tanto ler esse livro, ele parece ser um amor. Sua resenha ficou linda e as fotos, maravilhosas!
    Beijos

    minhasecretapoesia.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Karen! Ele é bem legal mesmo, leia sim! Obrigada por comentar ♥ beijos

      Excluir

Nos conta sua opinião. ♡ Assim que podemos, publicamos e respondemos todos os comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

https://twitter.com/maccieirahttps://www.instagram.com/jennifermacieira/https://www.flickr.com/photos/113227884@N07/



https://www.instagram.com/lisete_reis/https://www.flickr.com/photos/153046504@N02/

Facebook

Instagram

Youtube

Parceria

Newsletter

Publicidade

Booking.com