20 de julho de 2015

Isla e o Final Feliz | Resenha

Depois da simpática Anna e da extrovertida Lola, Stephanie Perkins nos introduz a timidez de Isla, dando continuidade à sua intenção de gerar identificação por parte dos leitores. É praticamente impossível não se ver na pele de pelo menos uma das meninas ou seus respectivos amores.

Em todos os livros, a autora nos possibilita relacionar várias pessoas de nosso convívio pessoal com as características descritas, já que não idealiza os jovens, pelo contrário, acentua qualidades que, normalmente, são tratadas como defeitos e mostra o lado bom das mesmas. A escrita dela traz uma familiaridade impressionante. No caso do livro da Isla - que, na verdade, se pronuncia Aila -, eu achei que essa sensação se sobressaiu, mas essa opinião é bem pessoal.

Para quem não lembra, ela aparece brevemente em Anna e o Beijo Francês, num momento em que Anna a defende e percebe certo interesse da menina por Josh, mas foi só através desse terceiro livro que podemos conhecer bem sua personalidade, assim como a de Josh, que antes interpretou um papel secundário, apenas como amigo de St. Clair.

Ambos passaram pelo início do ensino médio em Paris sem, praticamente, trocar nenhuma palavra, tanto porque Josh namorava Rashimi, como porque Isla é bastante reservada, mas durante as férias, quando voltaram para Nova York, onde suas famílias moram, a situação muda completamente. 

Isla acaba de extrair os sisos e toma uma dose a mais de coragem analgésicos, o que a deixa um pouco fora de si, a ponto de falar com Josh numa estranha coincidência. O legal é que o momento embaraçoso acabou por ser responsável por dar o empurrãozinho que ambos precisavam.

A partir daí, a relação deles flui naturalmente, de forma casual e, especialmente, descomplicada. Sabem aquela sensação de que tudo está como deveria ser? Não sei por que a maioria dos livros tende a complicar tanto os romances. É verdade que lá para o final desse livro há algumas dificuldades, mas elas são bem normais e aceitáveis, tendo como foco principal a evolução e descoberta da identidade de cada um separadamente, o que me deixou muito satisfeita.

A Isla tem alguns momentos bem egoístas e aleatórios, assim como o Josh também tem seus defeitos, principalmente por seu lado inconsequente, mas isso tudo nos ajuda a identificar o crescimento deles ao longo do livro. Inclusive, alguns elementos dentro dessa temática se mostraram importantíssimos e contribuíram na formação da minha opinião sobre o livro, como a relação da Isla com sua irmã mais nova, Hattie, e com seu amigo Kurt. Ele é autista, visto por ela como alguém dependente, mas se mostra um personagem forte que cresce tanto quanto os protagonistas. 

Além disso, a arte do Josh me chamou bastante atenção. Eu diria que foi o elemento que fez eu me encantar por seu personagem. Seus desenhos eternizam momentos bons e ruins de sua vida e estão presentes o tempo todo na história. Eles também se mostram muito relevantes para seu crescimento pessoal à medida que ele aperfeiçoa sua auto biografia em quadrinhos, apenas aumentando seu charme, que já não era pouco devido ao seu espírito aventureiro! 

O que me lembra algo que esse livro resgatou de Anna e o Beijo Francês: passeios turísticos. Ao invés de fazer diversas marcações em momentos fofos do casal, o que eu marquei foram as páginas que fazem referência à ruas, parques e museus por onde eles passaram. A autora acrescenta, tão sutilmente, esses detalhes que, além de me aproximar mais da história, me deixou com vontade de conhecer aqueles lugares imediatamente! Acontece isso com vocês também? Eu adoro livros assim, fico muito empolgada.

Dito tudo isso, acho que não será surpresa pra ninguém dizer que achei esse um ótimo desfecho. Mais uma história jovem, romântica, cheia de amadurecimento, arte e aventuras turísticas! O encontro de Anna, St. Clair, Lola, Cricket, Isla e Josh, ainda que breve, foi maravilhoso, fechando a coleção da Stephanie com chave de ouro no lugar ideal, onde tudo começou. 


Acompanhe o blog também pelo instagram | facebook  ♥


Escrito por: Lisete Reis


 

8 comentários:

  1. Oi Lis, já li alguns livros dessa autora e logo de cara pensei que eram muitos bobinhos, mas em tempos de tantos livros adultos é ótimo ler um romance mais leve sem tanto drama, amei Ana e o Beijo Francês, espero poder ler este também.

    Parabéns pela resenha!

    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Janiele. Acho que, além do romance, cenário e personagens em si, os dramas da Stephanie só ajudam a criar uma afeição a mais pela história. Depois de ler, não tem como não se apaixonar, porque apesar de parecerem bobos, são coisas comuns e perfeitamente aceitáveis, não é mesmo? Espero que goste de Isla, achei (quase) tão legal quanto Anna! ❤ E obrigada!

      Excluir
  2. Oi, Lis! Vou confessar que eu estava com altíssimas expectativas com esse livro, e a protagonista e seu comportamento meio infantil me decepcionaram um pouco em alguns momentos :( Mas o desenvolvimento foi ótimo, finalmente ela abre mão dessas atitudes bobas. Mesmo assim, gostei bastante da história, não só por ter esse fundo maravilhoso que é Paris (também fico louca de vontade de viajar!), mas porque a escrita da Steph é maravilhosa e leria tudo dela, né? <3
    P.S.: acho suas fotos lindaaas!
    Beijos!
    Isa.
    Portal dos Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Isa! Nem me fale! Estou aqui pensando em como seguir a vida sem nem um vislumbre de livro novo dela, conto, lista de supermercado... hahaha. É tão raro encontrar uma autora com escrita tão fluida e jovem e amor, né? <3 Sem falar que ela fala sobre viagens, o que mais pedir de uma escritora?
      Entendo o que disse sobre a Isla, mas achei até que os conflitos demoraram a aparecer e ela não demora ~ tanto ~ a se dá conta de suas infantilidades, tanto com Josh quanto com sua irmã e Kurt.
      E ai, fico tão feliz que goste das fotos, muito obrigada. *-* Beijos!

      Excluir
  3. Oi, Lis! Esse livro ❤. Nossa eu realmente adorei, tiveram alguns momentos que fiquei decepcionada com o comportamento da Aila mas na maior parte eu era só amores por ela. O Josh virou meu grande amor (depois do St. Clair, claro), passei a gostar muito dele e começar a compreende-lo nesse livro demais. Fiquei tão apaixonada por eles e pela história que é dificil não dar uma nota 5. Ah, e a forma que a Steph descreve os lugares faz com que eu sinta uma vontade maior ainda de conhecer Paris.
    Ps.: confesso que chorei quando a Anna e o St. Clair apareceram, o final deles abalou minha emoções haha
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vitória! Também passei a gostar muito do Josh, como não amar um espírito artístico e aventureiro? <3 O engraçado é que isso passa completamente despercebido em Anna: culpa do St. Clair. Hahaha. Esses dois livros são alguns de meus preferidos no gênero, super entendo a emoção a que você se referiu no momento em que o casal de Anna aparece, foi lindo! Fiquei toda animada aqui, querendo comentar com as amigas, mas ninguém mais tinha lido! Imagine a cena, rs.
      Beijos!

      Excluir
  4. Estou louca para ler! Sinto que gostarei bastante dela, principalmente por me identificar com a timidez kkkkkkkk e eu já estava me perguntando se o livro era muito profundo ou algo assim, por causa da quantidade de marcadores que você colocou, e quando li que eram os lugares onde eles estavam, fiquei com mais vontade ainda de ler (a resenha ajudou bastante também, parabéns)! Adoro quando eles mostram os lugares assim, é quase como visitá-los kkkkkkk beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A timidez é uma das características mais legais da Isla! Além da identificação, é mega legal ver como ela acaba se soltando mais com o Josh. <3 E no começo quando ela está sob efeito dos analgésicos? Hahaha.
      Sim! Esse livro será meu guia pessoal ~ quando ~ eu for pra Barcelona. Como não amar essa autora? Obrigaada, Nati. <3 Beijos!

      Excluir

Nos conta sua opinião. ♡ Assim que podemos, publicamos e respondemos todos os comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

https://twitter.com/maccieirahttps://www.instagram.com/jennifermacieira/https://www.flickr.com/photos/113227884@N07/



https://www.instagram.com/lisete_reis/https://www.flickr.com/photos/153046504@N02/

Facebook

Instagram

Youtube

Parceria

Newsletter

Publicidade

Booking.com