23 de fevereiro de 2015

Compras e (tentativa de) diversão em Vinhedo

Oi, gente ♡

Ao falar em compras na cidade de São Paulo, logo vem à cabeça lugares como a Rua 25 de Março, Santa Efigênia, José Paulino, mas dependendo do seu objetivo você não sai de lá com muita coisa, além de bugigangas.

Aproveitei mesmo para conhecer e curtir alguns pontos turísticos dessas ruas, como o Banespão, onde temos acesso a uma ampla vista da cidade (como as das fotos abaixo e a que eu abri o primeiro post), e o Mercado Municipal, com os sanduíches monstruosos e pastéis famosos também. Se alguém quiser uma dica, gostei bastante do Hocca’s Bar no primeiro andar. ♡

São Paulo
São Paulo

Sou complicada para compras porque uso um tamanho muito pequeno, além de existir o problema de que vários locais apenas vendem em atacado, então, não pensem mal de mim quando digo que só nos shoppings consegui me animar nesse aspecto. O Morumbi Shopping é uma boa pedida, porque dá para chegar pela CPTM e tem o incentivo da loja Forever 21. Mas para quem for passar tempo o suficiente, posso sugerir programações fora da cidade, que demandam aluguel de carro ou ônibus específico.

Fui ao Premium Outlet, um shopping aberto aonde várias lojas famosas estão localizadas, e no Hoppi Hari, ambos localizados em Vinhedo, um pouco distante da capital.

O Hoppi Hari é conhecido por sua montanha russa de madeira, a maior da América Latina, o que pode causar boa impressão, mas eu sinceramente não recomendo muito nenhum desses lugares.

Outlet Premium - SP
Meu irmão - que adora uma câmera - no Premium Outlet

A estrutura de ambos me lembrou a Disney, em um momento bem nostálgico, mas com uma diferença absurda de preços e o parque, apesar de ser muito bonito, estava com MUITOS brinquedos parados, o que acabou resultando numa grande perda de tempo.

Hopi Hari - SP
Hopi Hari - SP
Que estava fofo com a decoração natalina, isso estava 

O que salvou minha família do tédio, já que teríamos que esperar anoitecer para ir embora com o ônibus e pouquíssimos locais estavam funcionando, foi um restaurante no faroeste, aonde em um momento eu assistia a uma apresentação country e em outro me vi morrer de vergonha por causa de um cantor intrometido. 

É CLARO que esses episódios embaraçosos só acontecem comigo e a Jen já me entregou pra vocês no post anterior.

Hopi Hari - SP
Hopi Hari - SPCuidado ao entrarem nesse Saloon: sérios riscos de passar vergonha.


Viagens têm dessas coisas que a gente releva por nunca mais ter que lidar com a situação, nem rever as pessoas que presenciaram. No final, acaba sendo só uma história divertida, apesar das ameaças do meu irmão em expor os vídeos! Se você está lendo isso, irmãozinho, já devo ter confiscado todos eles do seu celular.

Bons livros de Natal - Deixe a Neve Cair e O Presente do Meu Grande Amor - somados a um chocolate quente no friozinho da cidade foram minhas últimas lembranças de São Paulo nos dois anos em que a visitei. Não poderia imaginar nada melhor, e vocês? 

Apesar de não me considerar especialista, acho que acabei aprendendo uma coisa ou duas e me acostumando à essa cidade. Voltei para casa com a impressão de que as coisas aconteciam em câmera lenta, ou de que São Paulo simplesmente funcionava no compasso da luz. 


Beijos! Lis

Posts anteriores: 
{UPDATE}

Outro post já publicado:


Escrito por: Lisete Reis


 

6 comentários:

  1. Morei por 4 anos em São Paulo e sinto saudades de várias coisas por lá, mas agora só volto para passear, não me adaptei em morar na "selva de pedra". :)
    beijos

    www.wonderbooksdaalice.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Passear e morar são coisas bem diferentes mesmo, Alice. Meu irmão se estabilizou lá por alguns meses, mas acabou voltando, porque também não se acostumou!
      Beijos :)

      Excluir
  2. Olá,
    Eu confesso que não conheço e nem tenho vontade de conhecer São Paulo, a verdade é que não é muito o tipo de cidade que enche meus olhos. Mas gostei de ler sua experiência com alguns pontos de SP!
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Inês, eu pensava como você e não tinha a menor vontade de encarar a correria de São Paulo tendo tantos outros lugares turísticos ainda para conhecer, mas as circunstâncias (leia-se: minha família) me levaram até lá e eu tentei deixar essas ideias de lado para aproveitar como podia... E que bom que funcionou e eu acabei mudando alguns conceitos! Fico feliz que tenha gostado do post.
      Beijos :)

      Excluir
  3. Claro que momentos embaraçosos só acontecem com você, por isso é tão maravilhoso ser sua amiga ;p eu não gosto muito de parques (abro uma exceção para a barca, praticamente o único brinquedo que gosto), mas sei que com família até as coisas chatas podem virar divertidas :) (Queria ter visto seu mico no Saloon, hehehe) Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só por isso que é maravilhoso? :P Então... eu gosto de parques, mas esse, pelo menos no dia em que eu fui, foi uma roubada. E acredita que não gosto da barca? Fico tonta! (Detalhe que amo e não tenho problemas com montanhas russas radicais hahaha) Siim, viajar com companhias boas é amor. <3 (Tive testemunhas até demais, deixa quieto kkkk) Beijos!

      Excluir

Nos conta sua opinião. ♡ Assim que podemos, publicamos e respondemos todos os comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

https://twitter.com/maccieirahttps://www.instagram.com/jennifermacieira/https://www.flickr.com/photos/113227884@N07/



https://www.instagram.com/lisete_reis/https://www.flickr.com/photos/153046504@N02/

Facebook

Instagram

Youtube

Newsletter

Publicidade

Booking.com